sexta-feira, outubro 08, 2010

Diferença entre Grand Jeté e Sissone

Olá meninas, como vão? =D

Resolvi fazer esse post pra esclarecer umas coisinhas que ficaram mal explicadas no post anterior, do “Salto de Don Quixote”.

Como a Amy, do blog Just Uó, esclareceu, o salto clássico de Don Quixote é o Sissone, e não algum tipo de Grand Jeté.

Sissone
A diferença básica entre um grand jeté e um sissone: no sissone, as duas pernas saem do chão ao mesmo tempo, e o impulso é tirado de um único plié. Depois do plié, a perna da frente sobe esticada, e a de trás dobra, como na foto.

Grand Jeté
Já no grand jeté, sempre há uma preparação mais longa e “dançada”, como valsas, chassés, pas de bourres; claro que o impulso também é retirado de um plié. Só que neste salto, a perna da frente sobe como se desse um “chute” e a de trás somente acompanha-a. Detalhe muito importante: este “chute” deve lhe impulsionar para cima, e jamais para a frente, pois se não o salto não vai ser muito alto e nem dará aquela impressão de leveza; os braços também ajudam muito na altura e durabilidade do salto.


sábado, outubro 02, 2010

O salto de Don Quixote

Olá meninas e meninos, como vão? :)

Andaram me perguntando sobre alguma técnica para a execução daquele famoso salto da personagem Kitri, do repertório Dom Quixote.

Natalia Osipova
O nome deste passo é Sissone (obrigada Amy! :D)

Primeiro: é necessário ter uma boa flexibilidade; alongar bastante é essencial, afinal de contas isso vai lhe ajudar a saltar e também prevenir possíveis distensões musculares.

Segundo: é preciso treinar bastante o plié na barra e em exercícios do centro. É exatamente o plié que vai fazer com que você salte, pegue impulso. Também é preciso saber "aterrissar", porque se você não cair de uma forma suave, poderá machucar seus joelhos seriamente com o passar do tempo.

Terceiro: outro item indispensável para a execução deste salto é a boa colocação das costas durante o pulo. Como é feio quando uma bailarina confunde ginástica rítmica com ballet. Muita atenção!!! Encaixe seu quadril e não vire tanto a coluna. É muito mais bonito uma bailarina encaixada e com postura correta, do que uma com a perna na cabeça, mas toda torta. #fato

Obs.:
Alguém já usou a ponta Capézio Partner Mushilan? Heloísa, você me perguntou se é boa, mas eu nunca usei, não posso te ajudar :) Se alguma pessoa já tiver usado, deixe um comentário neste post ou mande um e-mail (blogbailarinadecorpoealma@yahoo.com.br) com sua opinião sobre ela. Grata! ;)