terça-feira, junho 28, 2011

Costas alongadas = lindo arabesque!

Um dos passos mais lindos do ballet, sem dúvidas, é o arabesque. Muitas bailarinas ainda sentem dificuldades nesse passo, mas ele, na verdade, é muito simples de ser feito; necessita, porém, de muito treino na barra e também de alongamentos específicos. 

Arabesque absurdo da Polina Semionova! (clique para ampliar)
Se você não tem prática  com o arabesque, com certeza deve sentir dores nos músculos ao redor da cintura, certo? Pois é, essa dor passará com o hábito, mas é muito importante alongar antes dos exercícios, para prevenir lesões e desconfortos. Um dos melhores exercícios para essa região sem dúvida, é o da foto abaixo, que inclusive já postei aqui:


Não esqueça que você deve estar com o tronco virado pra frente, assim como o quadril.  E o braço deve vir por cima, formando um arco com o pé esticado.

Para um bom arabesque, é essencial que a bailarina tenha as costas alongadas. Além de ser visualmente muito mais bonito, permite que você suba bem mais a perna. Então, o alongamento seguinte é ótimo para este propósito:

Procure fazer este exercício com os braços à frente, desencostados do chão.
Deite-se de bruços no chão e tente levantar as costas o mais alto que conseguir, desencostando o peito do chão. As pernas podem levantar um pouco, formando uma espécie de "arco" corporal. Isso vai lhe ajudar muito, palavra de quem já testou. O exercício é mais eficiente se você esticar os dois braços à frente.

Treine na barra o seu quadril, porque este é essencial na execução do arabesque. É preciso que você saiba distribuir bem o peso na perna de sustentação, sem desencaixá-lo. E outra coisa: braço muito levantado, só no lago dos cisnes. Ele tem de estar numa altura em que você consiga enxergar perfeitamente a sua mão. Além disso, pescoço alongado, sempre!

Espero que tenham gostado das dicas.

quarta-feira, junho 08, 2011

O eixo nas piruetas

Quando ouvimos a palavra pirueta, logo entramos em desespero, certo?! Pode ser por não saber fazer, ou por ter mesmo medo de girar (oi?!). Eu, por exemplo, ficava desesperada por causa da última opção... Tinha medo de torcer o tornozelo, cair de cara no chão, principalmente quando os giros eram na ponta. Mas, como as minhas professoras diziam: "Toda bailarina cai, é normal!". Então o jeito é se jogar, não ter medo de ser feliz! :-)

Antes de tudo.... treine na barra!

Como comentei no post anterior, trabalhar na barra é fundamental para dar boas piruetas. Capriche bem na sustentação do passé durante os exercícios! Tente tirar os dois os braços da barra e ficar no balancé o tempo que conseguir. Não se preocupe se não conseguir ficar em equilíbrio nem com um dos braços na barra; lembre-se de que no ballet tudo é questão de treino, então comece de frente para barra com os dois braços nela, e depois vá tentando progredir. Mas não esqueça de ficar com o encaixe e postura corretos, e o pé do passé tem que estar em cima ou um pouquinho acima do joelho e bem en dehors, nada de acomodar o pé sobre a perna de base! 

Agora é o momento de tensão: treinando pirueta no centro!

Depois de se preparar na barra, é o momento do tira-teima: a pirueta de centro! Geralmente, as bailarinas e bailarinos iniciantes começam com a piruette em 4ª ou 3ª posição, que é bem mais fácil do que a de 5ª. A preparação do exercício pode ter um pequeno pas de bourré ou pas de valse, e depois o plié. Lembre-se de que você tem que estar bem encaixada nessa hora; é a qualidade do plié que definirá a qualidade e a quantidade das piruetas. Então capriche nele, barriga contraída e pescoço alongado!

Na hora de tirar o passé, lembre-se de não torcer o pé sobre a perna de base, como já disse. É muito feio, não cometa esse erro! E ele tem que ser feito rápido, a perna não pode demorar demais para ficar na posição.

A posição de braço que mais ajuda é da terceira para a primeira. Não esqueça de manter os braços alinhados ao centro do corpo na pirueta, nunca deixe-os tortos.

E o pescoço: é o último que sai e o primeiro que chega!

E lembre-se: sempre tente alongar-se ao máximo durante o giro. Isso aumenta o número de piruetas dadas e torna-as mais bonitas!

Foto retirada deste site.
Espero que tenha ajudado as pessoas que me pediram esse post!

Tem mais alguma dica? Compartilhe conosco!